sábado, janeiro 31, 2009

Tudo o que me pedem... eu cumpro «à letra»!

«Tiago, a mamã vai ali à casa de banho num instante... não faças barulho para não acordares a mana está bem?»
«Táaaa bem...» - digo eu.
Segundos depois vem a mamã a apertar as calças.
«Olha mãe, consegui acordar a mana SOZINHO!» - digo eu com vaidade e de peito inchado.
(?!!)
Vê-se bem que mereci o diploma de bom comportamento que ganhei no outro dia...

sexta-feira, janeiro 30, 2009

NORMAL!

Eram 21:30h do dia 28, quando o telefone tocou. Era o pediatra.
De repente lembrei-me que a mamã tinha lá deixado nessa manhã o resultado do TAC.
«Tudo normal!» - disse ele.
Agora é só esperarmos pelo fim de semana e...
São 4 BEBEDEIRAS para o nosso Reino se faz favor!
Uma de sumo com gás, uma com leite e duas com éter (sai mais barato e os papás ficam logo K.O.!).
Ahhhh e a seguir vamos todos escorregar/patinar/deslizar na baba de caracol que há por aqui...
VAVOUUUUMMMMM!
*****
Paiiiii, já podes voltar para casa, já bateste o record!
Desde segunda-feira que não te vemos. Não chega trabalhares a 50Km de distância e ainda tiveste que ir trabalhar uns dias para BEM mais longe?...
*****
Mais um Coelhinho lá no Reino... os três primeiros já estão reservados.
Passem lá!

quinta-feira, janeiro 29, 2009

Ó.... Positivo!

Poderia ser branco, tinto, verde ou mesmo rosé.
Poderia ser Lancia, BMW, Porche ou FIAT.
Poderia ser negro, branco ou de leite (como o chocolate).
Poderia ser meio cheio ou meio vazio.
Poderia ser grande ou pequeno.
Poderia ser com garagem ou parqueamento.
Poderia ser bacharelato, licenciatura ou só a escola obrigatória.
Poderia ser público ou privado (como o ensino).
Poderia ser natural ou sintéctico.
Poderia ser A, B, AB...
Poderia ser como o da mamã (muito «melhor» portanto... lá se vai a união das gajas!).
Mas não...
É Ó como o do papá.
E também é Rh positivo (Rh +).
Aqui no Rheino (escrita arcaica), isso quer dizer que tenho o factor Rheal no sangue.
Sou mesmo da rhealeza!
Só que o meu sangue não é azul, mas sim vermelhinho (e sem bolinhas pretas apesar de eu ser Joaninha!).
Pertenço portanto ao grupo sanguíneo que predomina a nível mundial:
O Rh+ ou seja O+.
(Posso receber sangue de: O+ e O- e doar sangue a: A+, B+, O+ e AB+ embora menos aconselhável. Vi aqui.
Concluí-se que sou uma menina «muito dada».)
*****
Distribuição dos principais tipos sanguíneos na população mundial.

Tirado daqui.

Mas há mais aqui.

(Maninho, falta saber o teu... a mamã é A Rh+ e o gato é «H Ra-me sem me aleijares»).

*****

Hoje nasceu uma coelhinha no nosso Reino.

Espreitem :))

quarta-feira, janeiro 28, 2009

«Pai vai lá ver se eu estou na cozinha!»

Então a mamã está sempre a dizer à maninha, quando ela já tem a chucha na boca:
«Onde está a chuchu?» - ao que ela, muito prestativa responde com uma afincada procura.
Ou então, quando tem a fraldinha de pano no colo:
«Onde está a fraldinha?» - ao que ela responde da mesma maneira (mas demora menos tempo a perceber que foi enganada).
Há ainda o caso de quando a mana tem uma chucha na boca e lhe dão outra. Lá diz a mamã:
«Põe a chuchu na boca...» - e a desgraçada da maninha bem tenta, mas depois acaba por se distrair a «bater castanholas» com as duas chuchas, uma na outra.
E eu... que ando aqui há já mais de 4 anos... Digo ao papá para ir ver se eu estou na cozinha (nunca mais os papás acabavam de conversar para eu poder falar!), e ele NÃO VAI?!!!!
Anda um filho a criar um pai para isto!
Sinceramente! Que falta de respeito!
*****
Mais um Coelhinho acabadinho de nascer, no nossso Reino :)))

terça-feira, janeiro 27, 2009

Borboteína

Cafeína, sabem o que é? E teína, cocaína, e outras ínas?
Apresento-vos a borboteína!
Enquanto a cafeína, por exemplo «É um composto encontrado em certas plantas e usado para o consumo em bebidas, na forma de infusão, como estimulante.», a borboteína é encontrada em tapetes, camisolas de lã e principalmente por baixo dos dedos dos pés quando se tiram meias quentinhas.
Se é estimulante? Ai se é!
Funciona assim:
Eu, caçadora de borbotos (praticamente) nata (desde o nascimento portanto), apanho um. São selvagens e por isso difíceis de apanhar.
Ponho-o na boca se me deixarem (há espiões cá em casa). Mastigo-o logo para o deixar meio zonzo e para impedir que me fuja.
Depois da primeira dentada está praticamente domesticado e posso mascá-lo como se fosse uma pastilha elástica ou tabaco de mascar.
Onde entra a parte de ser estimulante?
Entra se alguém nota que estou a mascar algum borboto.
É só tentarem tirar-mo da boca! Assim que noto alguém aproximar-se para mo tirar, aí vou eu a grande velocidade, diga-se a gatinhar. Para mim, velocidade=gatinhar.
Acham justo, depois do trabalho que tive, tirarem-me o borboto da boca?
Sei lá se não o querem para eles! Arranjem um para vocês, este fui eu que caçei!
Aí entra a parte estimulante, como estava a dizer...
É a grande velocidade que fujo... Vocês nem imaginam o barulho que fazem as minhas mãos a baterem no soalho de madeira!
Como ainda não é proibido gatinhar com excesso de borbotos no sangue... Deixem-me ir....
Vrrrrrrrrrrrrruuuummmmmmmmmmm....
*****
O pediatra telefonou ontem à noite a dizer que está tudo normal com as minhas análises ao sangue.
Ouviste mamã? As gramas de borbotos por litro de sangue ainda estão dentro dos parâmetros normais.
Acredito que a alergologista diga o mesmo...
*****
Hoje começam as novidades aqui no nosso Reino.
Passem lá :))

segunda-feira, janeiro 26, 2009

Temos artista...

... não é da rádio e TV - disco, nem da cassete pirata, mas também é jeitoso:
Tio Rui com muitos dedos e o cabelo espetado
Tia Pipas com laço na cabeça e cabelos compridos.
Há também uma flor.
Joaninha e eu.
Há formigas na relva.

Eu (com caracóis) e a Joaninha
As formigas estão escondidas na relva.
*****
Amanhã temos novidades no Reino, passem lá...

domingo, janeiro 25, 2009

Tio de uma pomada!

Ora só me faltava isto!
Agora a maninha vê um bebé na pomada (creme para peles secas) e abraça-se a ele, põe-o assim debaixo do pescoço, inclina a cabeça e... dá-lhe palmadinhas no rabinho (vulgo tampa)!
Já me aconteceram MUITAS coisas... mas isto é inacreditável!
Agora maninha, sempre quero ver como é que vais contar aos papás que eles...
JÁ SÃO AVÓS!

«Olhem o nosso netinho tão lindo, é azulinho!» - já os estou a ouvir dizer... - «vai chamar-se POM, como diminutivo de POMADA!».

sábado, janeiro 24, 2009

Rato Mickey

(Desenho feito no dia 20 de Janeiro de 2009.)
Ora muito bem... Hoje temos direito a um Post Light!
Agora que JÁ ACABARAM as nossas fases de doenças temos muitas novidades para vos contar... Preparem-se!

sexta-feira, janeiro 23, 2009

Mais uma favola!

É aquele ali em cima Desgarrado dos outros todos...
É um verdadeiro fingido que saiu à socapa. Decidi chamar-lhe Dissimulado.
Este Dente antecipou-se porque quis passar à frente de outros dentes que deveriam ter nascido primeiro...
Foi o Desgraçado que me fez andar a roer tudo (incluíndo dedos) nas últimas semanas.
No meio da confusão (leia-se: hospitais, faltas de ar, análises, etc.) puff, saiu cá para fora com muita baba à mistura.
Estou a ficar com o «teclado» mais compostinho...
Aqui estão os outros todos que já foram baptizados.
*****
Esta noite... 3:48h da madrugada... Chora o Tiago e chama pelo pai...
O que tem?
DORES NOS PÉS!!!
A verdade é que adormecia mas estava sempre a revirar-se na cama e a gemer...
Seriam as dores de crescimento pergunto eu?
Provavelmente, respondo eu, que não percebo nada disso pois sou muito pequenina para as ter.
DORES DE CRESCIMENTO, penso eu... Mas, nos PÉS?!!!
Ó mano não me digas que vais calçar o 42 antes dos 6 anos!!!
Toma lá o Benurom e vai mas é dormir!
*****
Adenda (10:57h) - E aqui fica um link sobre as dores de crescimento.
Obrigado papá.

quinta-feira, janeiro 22, 2009

Diploma por bom comportamento...

... logo a mim, devem-se ter enganado!
*
Chegámos lá à hora marcada - 8h.
Fui só com o papá porque a mamã ficou com a mana em casa. É de notar que a TAC foi feita a cerca de 50km de nossa casa.
Os meus avós paternos foram lá ter e «aturaram-me» pelo 3º dia consecutivo.
«Não tem anestesia marcada... normalmente com os miúdos pequeninos marca-se a TAC com anestesia geral, vai arriscar?» - disse a senhora que estava no balcão.
«Sim porque lhe explicámos bem o que ele ia fazer e ele vai-se portar bem...» - disse o meu pai.
Tratou-se do meu processo, e... depois de papel para lá e de papel para cá...
«Não paga já não vá não conseguirmos fazer a TAC, paga no fim...»
O papá preencheu um questionário com os meus dados (alergias, doenças,etc.) e fomos para a sala de espera.
Fomos chamados. Fui para o vestiário onde o papá me despertou o casaco. Foi o suficiente porque fui de fato de treino.
Duas auxiliares vieram (com a sua bola de cristal) dizer coisas como «ai, o Tiago vai-se portar tãaoooo bem»...
Veio a médica (bata branca) perguntar ao papá porque é que eu ia fazer uma TAC.
O papá lá pôs o ar de intelectual e disse que o Dr. **** ******* suspeitava que eu tinha o Síndrome de Panayiotopoulos e pediu a TAC para confirmar que não havia mais nada além disso.
Fui ao colinho do papá para «a nave espacial» onde ele me deitou (não cheguei a ver ET's).
As enfermeiras lá me dirigiram a cabeça de maneira a eu ficar com uma luz a dividir a minha cara em 4. Disseram-me que não me podia mexer e eu FIQUEI MUITO SOSSEGADINHO a olhar para cima e a rir-me (deixam rir neste exame).
De repente fiquei sozinho na sala (todos ficaram com medo dos ET's, seria isso?). O papá foi para o vestiário mas deixou a porta entreaberta para espreitar (cusco).
A maca onde eu estava deitado começou a deslocar-se e deve ter durado uns 2 minutos aquele «passeio».
O papá estava com receio que eu «estragasse» o exame pelo facto de eu ter bichos carpinteiros e nunca parar quieto.
De repente entraram 3 enfermeiras histéricas aos gritos, a correr e a fazer uma grande festa:
«Correu tão bem, portaste-te tão bem...»
O papá tirou-me da nave, recebeu o meu diploma e mostrou-me.
Estou a pensar licenciar-me lá.
Fui a correr para a traseira da máquina ver como é que aquilo funcionava. Olhem, não vi tubos de escape nem reactores e antes que eu desligasse alguma coisa, o papá conduziu-me para a saída.
Lá pude finalmente comer (não se pode comer nas 4h anteriores à TAC).
Brevemente teremos os resultados.
Agora babem-se com o meu diploma:
Para o caso de não conseguirem ler eu copio:
«Este Diploma certifica que: Tiago com 4 anos de idade, foi muito corajoso no Hospital.»

quarta-feira, janeiro 21, 2009

T.(r)A.C. day

Quando estiverem aler isto já deverei ter feito a TAC.
Espero que TAC queira dizer Tiago Ataca a Comida, é que fiz uma pequena pesquisa e descobri isto. Não percebo muito bem o que quer dizer, a não ser o que está sublinhado a outra cor.
Onde há comida estou lá! Ou a minha alcunha não fosse «Rapa-Travessas»... Júnior...
*****
«O que é uma TAC?
A tomografia axial computorizada é um método de diagnóstico que utiliza “raios x” (Rx) em associação com o uso da electrónica e da informática para a medição da transmissão de radiação electromagnética através dos tecidos. Para efectuar este exame, o paciente deverá ser deitado numa marquesa movível que o transporta através de uma máquina com formato de um donut que permite captar imagens em muitos ângulos diferentes em redor do corpo. Os feixes de Rx que atravessam o(s) órgão(s) a estudar são medidos por captadores ligados a um computador fornecendo a imagem da parte do corpo como uma fatia de pão. À medida que o corpo é “fatiado” (donde provém o nome tomografia), possibilita ao médico ver a superfície inteira de uma “fatia”, ou seja, o miolo, a secção do corpo desde a periferia até ao centro.»
Tirei daqui.
*
Ora então...
São dois TAC's aqui para a mesa do canto se faz favor... e não dois Tracs como cheguei a pensar que fossem...
*
Se eu não ficar quieto o tempo que é necessário teremos que marcar outro mas com anestesia geral.
*****
A mamã conseguiu ir ontem buscar o resultado da Prova de Suor da mana:
Suor Cloretos-Iontoforese:
Valores Normais:<40
Fibrose quística:>60
*
Ela tem 34mg/dl.
Prova Superada!
Agora falta saber o resultado das análises ao sangue.

terça-feira, janeiro 20, 2009

Sangrei e suei «p'ra dedéu»!

(Nada melhor do que um Bloody Snail para brindar!)
Bom... vamos ver se nos entendemos:
Nós NÃO QUEREMOS voltar a falar de doenças aqui mas, se isto é um diário, o nosso, e nós passamos a vida nisto (doenças, clínicas, exames, análises, RX, hospitais, urgências, etc.) vamos falar de quê?!
Na sexta-feira eu, que sou muito altruísta, DEI sangue para análises. Como não bastava picarem-me uma vez, lá os DEIXEI picarem-me duas vezes, e no MESMO braço.
«Ehhh gaja de força» - pensei eu de mim, para mim - «Vá, levem lá outro garrafão de 5 litros!!» (se não era parecia...)
A verdade é que na sexta-feira me vi GREGA (não é piada para ti maninho, não tem nada a ver com a tua Síndrome de Panayiotopoulos, não tenho a culpa que a Síndrome tenha o nome de um gajo grego...) para me tirarem sangue. Sabem como é, estrebuchei, chorei, as veias são pequenas, enfim... Mas a mamã diz que me portei muito melhor do que aquilo que ela esperava!
Ontem , na PROVA DE SUOR, vocês nem sabem o que suei...
Puseram-me uma coisa larga no antebraço direito. Por baixo tinha 2 eléctrodos (que ficaram quase tatuados na minha pele) e estavam ligados a uma máquina.
«Agora não se pode mexer durante 5 minutos.» - disseram elas.
«Isso é que era bom!» - pensei eu. Toca a berrar, a espernear e quem suou mesmo foi o papá enquanto me tentava manter quieta.
«Olhe agora vai levar aqui um autocolante e já pode ir para ali sentar-se com ela ao colo...» (não me pareceu muito mau até ela dizer «...durante uns 30 a 45 minutos».
Xiiiiiiiiiii, mais uma dose de suor! Não minha mas do papá.
De vez em quando lá vinha ela ver se eu já tinha suado o suficiente.
'Tá mal, então a Prova de Suor era minha e quem mais suou foi o papá?
Não me digam que ele agora anda à procura de protagonismo...
(Já vos disse que aquilo eram degraus e mais degraus, e não dava jeito nenhum para andar de carrinho? Pois... nenhum de nós sabia...)

segunda-feira, janeiro 19, 2009

Epáaaa URGÊNCIAS outra vez?

Mas quem são as gajas que trabalham nas urgências (do hospital público, do privado e da clínica do nosso pediatra) que não podem ficar sem me ver?!
Eu sei que sou jeitoso, de cabelinho encaracolado, simpático, de olhos verdes... mas podem-me deixar em paz?
Já começo a desconfiar que cada vez que vos visito me «põem» algum vírus para vos voltar a visitar passados uns dias... Deve ficar a incubar...
Pois é...
Agora estou a tomar um antibiótico porque tenho os gânglios inchados/dores de garganta e uma febrezita chata.
Bom, quando não sou eu é a mana... Mas quem é que anda tão apaixonado por nós?!
IRRRRAAAA!
*****
Recapitulando
(desde a semana passada):
Terça-feira - Neuropediatra (Tiago)
Quarta-feira - Alergologista e ginástica respiratória (Joana)
Quinta-feira - Ginástica respiratória (Joana)
Sexta-feira - Análises ao sangue (Joana)
Sábado - Voltámos à clínica duas vezes para o pediatra voltar a passar o pedido da Prova de Suor porque não o faziam na clínica, e fizemos só as análises ao sangue (Joana)
Domingo - Ida às urgências - Dores de garganta e febre (Tiago). Está a tomar antibiótico.
Segunda-feira (hoje) - Prova de Suor e ginástica respiratória (Joana)
Fica a faltar o meu TAC, será em breve também.

domingo, janeiro 18, 2009

Banhooooooooooo

ADORO!
Gosto de ir para o banho com a mala feita:
Levo a baleia que esguicha água, o meu chapéu anti-gotas, a minha cadeira de esplanada, um copinho (ou mais) e lá vou eu.
Fica a faltar um creme auto-bronzeador...

sábado, janeiro 17, 2009

Várias versões sobre o que tem acontecido...

Versão desgraçadinha - Ai, ai que dor, tudo nos acontece! Somos uns desgraçados, ai quem me ajuda... Que mais nos irá acontecer?
Versão péssimista - Mas esta fase não melhora? Nunca mais temos descanso? A seguir vem o quê? Um acidente de automóvel?
Versão realista - Estamos os dois bem até agora. Depois, logo se vê... Vai correr tudo bem e isto não vai passar de uma má recordação...
Versão optimista - Não vai ser nada, isto passa, tudo vai melhorar...
Versão cómica - A mamã já sabia que eu era eléctrico, nunca lhe passou pela cabeça que eu pudesse ser «epiléct(r)ico»...
A mana pronto, é mesmo uma «ranhosa»...
Versão opcional - Está um gajo a dormir, vêm e querem que eu abra os olhos e tal, é claro que queria que me deixassem dormir... Toca a fingir um desmaio!
A mana não quer ir para a escola... «Ahhh e tal falta-me o ar», e eles acreditam!
Versão militar - Querem o quê? Querem, no caso de outra convulsão, pôr-me uma cânula «na guarita»? Aqui a trás ninguém põe nada... Não vou ter mais convulsões! Isso é coisa de maricas...
A mana, a mana agora não larga a bomba (expansora)...
Versão noticiosa - Tive 3 convulsões seguidas e estrebuchei até mais não... O culpado fugiu pela auto-estrada e até agora não assaltou nenhum banco (?!)
A mana está a engarrafar ranho para fora... Já vendeu cerca de 3 camiões cisterna e 20 garrafões de 5 litros cada.
Versão romântica - Que romântico, agora eu e a mana vamos partilhar a mesma bomba expansora!
Versão já muito gasta - Temos que ter paciência, não pensar em desgraças, não perder o controle, não pensar no pior, olhar para a frente, pensar positivo...
Versão familiar (ajuda sempre) - Ahhh... tiveste um primo/amigo/vizinho/familiar/irmão a quem aconteceu a mesma coisa? Hum...
Versão indecisa - Não posso dizer que sim nem que não... veremos...
Versão excretora - Sim, urinei-me todo... E a mana éstá a «largar» ranhoca...
*****
Alguém tem mais sugestões?

sexta-feira, janeiro 16, 2009

Ponta Onda



Esqueci-me de que vos tinha prometido explicar como é que o neuropediatra descobriu a minha Síndrome de Panayiotopoulos com base no que os papás relataram do que aconteceu e no EEG.
De acordo com o que ele disse, nas letras sublinhadas (primeira imagem, lado esquerdo), o A1 representa o lado esquerdo do cérebro, e o A2 o lado direito.
Logo, as Pontas Onda surgem do lado esquerdo do meu cérebro e de acordo com a localização dos eléctrodos, na zona occipital (PZ), ou como dizem no relatório zona «posterior».
O que é uma Ponta Onda?
O médico fez uma bolinha a caneta:
É uma subida no registo do gráfico que acaba em bico - Ponta e depois logo seguida por uma que acaba em Onda.
*****
Com este post termino os relatórios médicos e afins, pelo menos por uns dias ok?
Estou farto disto. Parece que o «Natal dos Hospitais» nunca mais termina aqui por estes lados...
Amanhã vamos fazer uma lista de várias versões desta fase, que nos tem assolado.

quinta-feira, janeiro 15, 2009

Hiperreactividade brônquica

... Pois, não é só o mano que tem doenças com nomes esquisitos...Depois de ter cerca de 5 episódios de dificuldade respiratória em 12 meses, 3 deles com internamento (5, 4 e 1 dia), fomos ontem à tarde, finalmente à alergologista.
Perguntas e mais perguntas, respostas e mais respostas, leitura da minha caderneta de saúde, observação do RX que fiz no hospital na quinta-feira passada (fiquei internada de quinta para sexta-feira), predisposição para alergias por herança genética (tirando a mamã são todos uns ranhosos: asma, alergias, rinites, etc.), etc. etc, vou fazer:
*Duas a três sessões de ginástica respiratória (ontem fiz logo uma por volta das 18h; a consulta de alergologia foi às 14h) e análises ao sangue e ao suor (ahhh pois é...), tudo se resolverá ainda esta semana à excepção da terceira sessão de ginástica (caso seja necessária).
*Análises - A mamã que é pedincha, e como me vão tirar sangue brevemente pediu para saber o meu grupo sanguíneo (o Tiago até agora tem-se safado) - Tipagem ABO e Rh.
A esta análise juntam-se: Hemograma; IgE Total (O teste de IgE Total determina a quantidade total de anticorpos IgE no soro ou plasma humano. A IgE é produzida como resultado da exposição repetida ao alérgeno.
Os níveis de IgE Total são afectados pela presença de parasitoses e devem ser substituídos pela determinação de IgE Específica em ambientes sujeitos à infestação parasitária - Ver aqui); Phadiatop inalantes (O Phadiatop é um método útil no diagnóstico de alergia aos ácaros domiciliares, alergia, hipersensibilidade alimentar, IgE, asma, rinite - Ver mais aqui); A, AT e Teste - Prova de suor (mede a quantidade de sódio e cloro e despista a fibrose cística ou mucoviscidose que é uma doença de origem genética que causa o mau funcionamento de algumas glândulas do organismo. O resultado é que o corpo passa a produzir uma secreção espessa e pegajosa, comprometendo principalmente os sistemas respiratório e digestivo - Ver mais aqui).
*Tratamento preventivo (pelo menos durante 3 meses):
Budiair na câmara expansora.
Aerius – 2,5ml à noite
*Em SOS farei:
Atrovent (12h-12h) e Ventilan (6h-6h) também na câmara expansora.
Maninho, herdei a tua Aero-Chamber!!
Agora digam-me lá...
Está bem assim ou querem com mais molho?
*****
Os exames estão todos agendados: ginástica respiratória, análises e TAC.
Agora, é esperar e fazer...
No final da próxima semana, início da outra talvez já tenhamos todos os diagnósticos.

quarta-feira, janeiro 14, 2009

Blablablatopoulos....

... é o que eu tenho...
Sim, o nome é muito esquisito, chamam-lhe Síndrome de Panayiotopoulos (muito difícil de diagnosticar). Pelo menos é o que disse ontem o neuropediatra (na consulta às 8:30h da manhã... essa consulta era para ser hoje às 20:30h)...

Não tenho epilepsia (só a partir da segunda convulsão é que se pode dizer que alguém tem eventualmente epilepsia e fazer outros exames).

Aqui têm o texto em inglês (dado pelo médico) e depois têm, mais abaixo, a nossa tradução.
Se compararem o nosso texto com o post sobre a Convulsão (?) vêm muitas semelhanças. Quer dizer, se tiverem tempo e paciência para isso... Gostávamos muito da vossa opinião...

Ficámos mais calmos e para que se prove que não se passa nada na minha cabecinha vou fazer um TAC brevemente. O médico está quase tão convencido que não se passa nada que nos disse para vermos os resultados do TAC assim que os tivermos («Não é preciso marcarem nova consulta para me virem mostrar os exames»).

Deu-nos o número de telemóvel dele para alguma dúvida.

Aguardamos... agora um pouco mais calmos...

Amanhã mostramos-vos onde, nos gráficos de meu E.E.G., é que está a tal da Síndrome registada.

Nota (sobre a tradução) - Não sabemos muito bem o que são «autonómicos» mas pensamos que seja o mesmo que «autónomos» e que estejam relacionados com o Sistema Nervoso Autónomo.

Este Sistema «regula simultaneamente a pressão arterial, a frequência cardíaca, a respiração e também, a função gastrointestinal, hepática, das glândulas salivares, do fígado, do pâncreas, das glândulas lacrimais, da bexiga e a função sexual.»

Copiei daqui.

*****

ENQUADRAMENTO: Os peritos são consensuais relativamente à síndrome de Panayiotopoulos, descrevendo-o como uma disfunção benigna e relacionada com a idade. Caracteriza-se por episódios frequentemente prolongados, com sintomas predominantemente autonómicos, e por um EEG que mostra picos múltiplos com predominância occipital.

MANIFESTAÇÃO CLÍNICA: As principais manifestações da síndrome de Panayiotopoulos são episódios epilépticos autonómicos e um estado epiléptico autonómico. Consistem em episódios de disfunção autonómica com vómitos como sintoma predominante. Outras manifestações autonomicas incluem palidez (ou, menos frequente, rubor ou cianose), dilatação das pupilas (ou, menos frequente, contracção das pupilas), alterações cardiorespiratórias e de regulação térmica, incontinência urinária e/ou de fezes, hipersalivação, e modificações na mobilidade intestinal. Em aproximadamente 1/5 dos episódios, a criança deixa de responder a estímulos. Muito excepcionalmente ocorrem paragens cardiorespiratórias. Os sintomas mais convencionais nestes episódios aparecem no início das manifestações autonómicas. A criança, que está inicialmente consciente, começa a ficar confusa e sem responder a estímulos. Os olhos reviram para os lados ou ficam muito abertos. Apenas metade dos episódios acabam com breves convulsões parciais, ou convulsões generalizadas. O estado convulsivo epiléptico é extremamente raro. Os sintomas autonómicos podem ser os únicos sintomas destes episódios. Metade dos episódios da síndrome de Panayiotopoulos dura acima de 30 minutos, constituindo por isso um estado autonómico de epilepsia, que é o estado não convulsivo mais comum em crianças normais. 2/3 Destes episódios ocorrem durante o sono.

EPIDEMIOLOGIA: A síndrome de Panayiotopoulos afecta provavelmente 13% das crianças entre os 3 e os 6 anos que tiveram pelo menos um ou mais episódios sem febre, e 6% destas crianças estão no grupo etário dos 1 aos 15 anos.

TESTES DE DIAGNÓSTICO: Um EEG é a única investigação com resultados anormais, mostrando habitualmente picos múltiplos em várias localizações do cérebro.

PATOFISIOLOGIA (Estudo das consequências produzidas pelas doenças em funções orgânicas): As descargas epilépticas na síndrome de Panayiotopoulos, independentemente da sua localização ao início do episódio, activam distúrbios autonómicos e vómitos, aos quais as crianças são particularmente vulneráveis. Os sintomas e a sequência dos episódios de estado epiléptico autonómico na síndrome de Panayiotopoulos, são específicos da infância, e não ocorrem em adultos.

PROGNÓSTICOS: A síndrome de Panayiotopoulos é benigna no que diz respeito à frequência e evolução dos episódios. O estado epiléptico autonómico não traz impactos neurológicos. O risco de epilepsia na vida adulta não parece ser maior do que na população em geral. Contudo, os episódios autonómicos são potencialmente ameaçadores no contexto (raro) de paragens cardiorespiratórias, uma área em que são ainda necessários estudos adicionais.

ERRO DE DIAGNÓSTICO: As manifestações clínicas da síndrome de Panayiotopoulos são frequentemente confundidas com outras doenças não epilépticas como a encefalite aguda, síncope, enxaqueca, síndrome do vómito recorrente, enjoo, disfunção do sono, ou gastroenterite.


GESTÃO: A educação sobre a síndrome de Panayiotopoulos é a chave para a sua gestão. O tratamento profilático com medicação antiepiléptica pode até nem ser necessária na maioria dos pacientes. O estado epiléptico autonómico agudo necessita de uma avaliação mais detalhada. Os tratamentos agressivos podem causar efeitos indesejáveis incluindo paragem respiratória.

(Obrigado papá pela tradução, e mamã pela leitura atenta e correcção de alguns erros...)

terça-feira, janeiro 13, 2009

Organizem-se!

Hoje às 8:30h era suposto estarmos todos a dormir (menos o pai que ia trabalhar a 50km daqui).
Afinal não estamos... bom, talvez esteja a Joana. Estaremos todos a 50km daqui, mais coisa menos coisa.
Onde vamos hoje às 8:30h era para irmos amnhã às 20:30h, mas assim até acabamos por poupar 8€ (mais ou menos), embora não seja por isso que vamos...
Amanhã à tarde, perto das 15h era para a mana estar com a mamã num sítio, mas afinal foi adiado para quarta às 14h (depois de ter estado marcado primeiro para as 15h também).
Na terça-feira às 18:30h era suposto a mamã ir a uma reunião que foi adiada para quarta-feira à mesma hora (em qualquer que seja o dia da semana ela continua a odiar reuniões...).
Com isto tudo temos medo que eu e a mamã nos atrasemos amanhã e que ela chegue tarde ao trabalho (perto das 13:30h), até porque tem que me deixar primeiro no infantário.
Na quarta-feira os avós terão que ficar com a mana desde as 15h mais ou menos até a mamã chegar às 21h (esperemos que seja antes) ou então, até o papá chegar perto das 19h (com sorte).
Hoje os avós têm que sair de «50Km Daqui», para vir «Para Aqui», perto das 6h da manhã, para poderem ficar com a mana, para nós os 3 (em 2 carros) irmos para «50Km Daqui».
Xiii, não nos podemos esquecer de desmarcar o sítio para onde íamos na quarta às 20:30h... mas já não vai ser preciso ir...
Epá, com esta confusão toda... proponho que... antes de resolvermos este embróglio... fiquemos só a ver a relva a crescer... por exemplo...
Hum? Pode ser?
Lá para quinta-feira explicamos... Se conseguirmos...
(Post agendado para hoje às 9h, ou será melhor para as 8:30h?)

segunda-feira, janeiro 12, 2009

O meu desenho...

...cheio de qualidadeS! O meu papá tem pêra, vêem os pontinhos?
O meu gato Sushi tem quatro patas (só pernas, nada de braços...).
Eu tenho caracóis, claro!
A minha mãe tem umas grandes unhas, eh, eh! (É mentira, mas pronto).
E «a minha Joaninha», viram?
Depois ali em baixo falei no senhor dos gelados e do menino que os queria comprar, mas isso foi da minha imaginação...
Também contei à minha educadora que o meu tio Rafael e a minha tia Pipas casaram, mas ainda não têm bebés, embora não os tenha desenhado...
Ahhh, atenção, o meu pai está de BOXERS e sapatinhos vermelhos... Muito sexy heim?

domingo, janeiro 11, 2009

Tipo Speedy Gonzalez...

... aquele ratinho dos desenhos animados que corria muito depressa...
Pois é assim que faço os meus posts... Normalmente é o mano que os faz pois eu tenho muitas asneiras para fazer, mas quando me apanho no PC... É rápido, rápido... Vrruuummmmm....
Já fui.

sábado, janeiro 10, 2009

E neste momento...

... sentimos-nos assim...
Em expectativa... a aguardar... a fazer um balanço de tudo o que aconteceu... do que ainda vai acontecer:... consultas... exames, etc...
Não nos mexam, não nos toquem, não nos balancem, não nos chocalhem... podemos partir...
Sintimos-nos... assim...
Vamos ali beber um Red Bull ou um Red Snail e já voltamos... Amanhã.

sexta-feira, janeiro 09, 2009

Urgências outra vez... INTERNADA! (agora com adenda)

Estou aqui (hoje dia 8), vindo do infantário a escrever este post com o coração nas mãos.
A mana, que na noite anterior não dormiu a partir das 5h e esta noite a partir das 3h, e depois de fazer aerossóis de 4h-4h desde ontem à noite (até só chegou ao infantário às 11:30h da manhã para os fazer em casa), ESTÁ NESTE MOMENTO NO HOSPITAL (são agora 19h do dia 7).
Às 14:15h telefonaram à mamã a dizer que ela acordou da sesta muito cansada e com dificuldade em respirar.
O papá conseguiu sair mais cedo e foi buscá-la, devem ter chegado ao hospital perto das 17h.
Esteve a fazer aerossóis e a seguir vai fazer RX.
Isto... é fulminante... tanto a doença (ela estava apenas a pingar do nariz ainda na segunda-feira), como e embate que tem na nossa família...
20:50h - Vai fazer aerossóis outra vez e depois medir o oxigénio.
Continua a fazer covinhas na barriga quando respira...
22:42h - Ainda estão no hospital depois de fazerem aerossóis 2 vezes e o rx.
Este post foi agendado para as 9h do dia 8. Espero publicá-lo também com boas notícias como acredito que vai acontecer...
Caso contrário, assim que hajam novidades voltaremos...
23h - Vai ficar internada.
*****
Adenda by Joana (11:54h) - Acabámos de chegar a casa.
Tanto o papá como a mamã vão MESMO ter que ir trabalhar (a mamã principalmente, tem faltado DEMAIS).
Vou ficar com a avó Clara.
Estou melhor, sem esforço respiratório mas ainda faço muito barulho a respirar.
Vou ter que continuar a fazer aerossóis e a tomar Celestone.
Vamos ter que matcar uma consulta de imunoalergologia...

quinta-feira, janeiro 08, 2009

Yoga pediátrico

«O Yoga é uma linguagem comum ao Homem e ao Universo; é a via que conduz desde a angústia do homem dividido (separado) até ao êxtase do Homem que se funde (liga, adere) com as palpitações cósmicas. É uma mão estendida ao homem, na desgraça, na tristeza, nos revezes, nas lágrimas.»
Blá, blá, blá...

Foto excluída.

Posições de Yoga para Condicionamento Físico & Saúde: Através da prática destas posturas de Yoga dá para trabalhar o corpo e a mente e melhorar a saúde e a qualidade de vida.

Exemplos de posições no Yoga:

Posição do Galo; Posição da Cara de Vaca; Posição de Lótus Elevada; Posição da Rã; Posição de Meia Lótus; Posição de Lótus; Posição da Montanha; Posição Perfeita; Posição de Lótus Restrita; Posição do Leão que Ruge; Posição do Embrião no Ventre.

Foto excluída.
Estou agora pronto para vos informar que a mana inventou novas posições:
Posição do Cão Atropelado; Posição da Joaninha Escarrapachada; Posição da Menina Despenteada e Deitada de Perna Aberta; Posição do...
O quê?
Tanta conversa e tu só querias...Tirar os borbotos das meias que ficaram presos nos dedos dos pés?!!
*****
Adenda (10:03h by Tiago) - Consulta de neuropediatria no dia 14 às 20:30h.

quarta-feira, janeiro 07, 2009

Epá... olha lá o que ele tem aqui...

Que coisa!
Mas que raio é isto?
Perdeste uma peça? Tens aqui um buraco!
Um quê? Um bigo? Perdeste um bigo?!!
Bom, antes um do que dois!
Ahhh, percebi... umbigo!
Vou ver ao dicionário:
Umbigo - Umbigo é a cicatriz resultante da queda fisiológica (natural) do cordão umbilical, e costuma manifestar-se como uma depressão na pele. A palavra umbigo tem sua origem no latim umbilicus, diminutivo de umbo, com o sentido de saliência arredondada em uma superfície.
O cordão umbilical resultante do parto costuma cair entre uma a duas semanas após o nascimento, formando assim o umbigo no bebé.
Ó mãe o mano está com uma depressão ou um umbo, não... está é com uma saliência arredendada na superfície... olha, parece que resultou de uma queda natural do cordão (?!)...
Este meu irmão perde peças de puzzles, dá quedas, parte pernas ao tentar pegar em televisões, faltam-lhe peças de legos, agora até tem umbos além de Gormitis e o Camião do Faísca...
*****
Ó p'ra nós a tentar levantar o astral aqui em casa...
Vamos lá papás, toca a arrebitar os cantos da boca... façam um sorrisinho...
Mamã? Papá? Sim?

*****
Fica aqui uma cópia de uma opinião dada por uma pediatra, por email, (MUITO obrigado Sara) depois de ler o relatório do maninho, e o post sobre a convulsão:
«De: GB
Enviado: terça-feira, 6 de janeiro de 2009 19:07
Para: Sara
Assunto: Relatório do Tiago
Olá Sara:

Ora, eu diria o mesmo que o pediatra... parece que há aí uma epilepsiazeca...
Não percebi porque é que lhe chamaram convulsão febril no dia em que ele teve a convulsão. Porque na realidade ele não chegou a ter febre, pois não?
Eu li o post da convulsão e pareceu-em que não tinha febre. As convulsões febris realmente desaparecem por volta dos 5-6 anos. Mas não costumam dar alterações no EEG como o Tiago apresenta.
Provavelmente terá que fazer ainda mais alguns exames. Penso que este resultado do EEG o Dr. ***** lhe iniciará medicação diária anti-convulsivante. Se os restantes exames que fizer vierem todos normais (que é o costume), então o prognóstico é bom.
Actualmente há muitos medicamentos anti-convulsivantes e as epilepsias são fáceis de controlar assim. Depois, com o tempo, se estiver tudo bem e não voltar a ter convulsões, concerteza tenta-se parar a medicação...
Mais do que isto não sei dizer, mas parece-me uma situação benigna.
Bjs
G. B.»

terça-feira, janeiro 06, 2009

E.E.G aos 4 anos, 3 meses, 3 semanas e 3 dias... (com adenda e RELATÓRIO)

... e fomos os 3: eu, a mamã e o papá...
(20 dias depois da convulsão)

Ontem (dia 5) fui-me deitar eram 1h30m. E não adormeci até lá! Ao contrário do papá. Tive que o acordar duas vezes. Como é possível adormecer a ver o Faísca Macqueen? (Ai o que faz a velhice!). O papá foi-me deitar e voltou a acordar-me eram 5h15m. Como não tínhamos acabado de ver o Faísca, retomámos o filme a essa hora. Portei-me sempre muito bem e nunca reclamei por ter dormido pouco e nem sequer tentei adormecer.

Às 7h50m deixámos a mana na escola e fomos para o laboratório para fazer o E.E.G. A viagem foi dura. Demorou mais ou menos uma hora, e se não fosse a mamã eu tinha adormecido. Ela fazia barulho, batia-me com um livro na cabeça devagarinho, fazia-me cócegas, punha-me os dedos nas orelhas, puxava-me o nariz...
Chegámos em cima da hora do exame.

Esperámos um pouquinho e lá chegou a técnica que me iria fazer o exame. Perguntou logo: Quem vai com o Tiago fazer o exame? Respondi de imediato: O papá. E lá foi ele comigo (aliás foi ele que me ajudou a fazer o post de hoje). Fomos para uma salinha pequena com uma maca, uma secretária com um computador, e uma cadeira para o papá (e outra para a senhora que me fez o exame). Limparam-me bem os caracóis (como se não tivessem bem lavadinhos e sem areias...) e puseram-me uma touca (parecia a do homem aranha!). Depois a senhora disse que eu ia sentir um frio na cabeça e colocou com uma seringa bocados de gel (Electro Gel) em cada um dos sensores da minha touca. Disse-lhe logo que gostava do fresquinho. Estava pronto para fazer o exame.
Na primeira parte do exame tinha que abrir e fechar os olhos à medida que a senhora me ia pedindo – ao princípio estava difícil, não estava a ser fácil manter-me quieto e com os olhos fechados, mas lá me adaptei e acabei por passar nesse exame. Confesso que o papá me ajudou, lá teve que me fechar as pálpebras para eu não fazer batota. A técnica que me estava a fazer o exame disse ao papá que eu estava com tanto sono que se via no gráfico do exame.
Na segunda parte do exame o objectivo era adormecer! Estava no papo! Dormi tão pouco que ia ser mais um exame fácil para mim. O problema é que não me podia mexer, e todos sabem que para adormecer tenho que dar umas voltas à fraldinha, chuchar um pouco nela, enfim. Demorou um pouco, porque estava constantemente a mexer-me e a mexer na fraldinha (não era a ranger os dentes ó sua técnica tonta!). Lá adormeci, mas ainda assim estava a chuchar na fralda e isso detectava-se no exame. Quando parei com a fralda comecei a ranger os dentes e a fazer muita força com a boca. Mexi-me constantemente. A senhora disse ao papá que eu tinha um sono muito irrequieto, e que assim descansava sempre pouco. O papá abriu-me um pouco a boca e lá parei um pouco de chuchar na fralda (sim eu sei... BLHECK!).
A seguir passaram-me com um pouco de algodão no nariz e fui acordando a pouco e pouco. Fiz novamente o exame que tinha feito ao início (terceira parte do exame), aquele de abrir e fechar os olhos. Era fácil, e correu bem melhor que o primeiro.
Acabei o exame, mas tinha tanto gel na cabeça que nem esfregando com uma toalha ele saiu. Como não tinha trazido um gorro, a mamã embrulhou a minha fraldinha na cabeça e colocou-me o carapuço do casaco por cima.
A técnica disse à mamã que é normal depois de uma convulsão eu ficar mais agitado à noite/durante o sono (com pesadelos, sobressaltos e tudo, como aliás tem acontecido).
Fomos fazer um pouco de tempo até que o exame ficasse pronto (pois é, ainda não era agora que ia dormir mais um bocadinho, mas a verdade é que eu estava eléctrico e o passeio não me fez grande diferença). Quase duas horas depois fomos buscar o exame (a mamã ainda perguntou lá se me tinham dado choques eléctricos na cabeça porque eu estava «desvairado» e cheio de energia) e lá fomos nós a caminho de casa. Agora sim, podia dormir um pouco. E fui a dormir até chegar a casa (passámos antes na clínica para lá deixar o envelope para ser entregue ao pediatra). Tomei um bom banho (lavei muito bem a cabeça, com muito champô) e almoçámos todosjá passava das 14h. A seguir dormimos um pouco.
Até ao momento não temos novidades do pediatra, parece que é comum sair da clínica a altas horas da noite, fica lá sozinho a ver exames, deixar recados, passar receitas, etc.
Hoje durante a manhã os papás telefonam para lá para saber novidades…
*****
Este post estava agendado para as 8:30h, publicámo-lo antes, às 8:13h.
Ontem às 21:40h o pediatra telefonou... Os resultados do EEG revelam algumas alterações.
Pode ser epilepsia («epilepsiazeca» como ele disse).
Vamos marcar consulta para um neuropediatra.
Neste momento não consigo falar mais nisso.
Ainda (só) estamos a dia 6 de Janeiro e já a preocupação nos assola...
*****
Hoje era o dia em que a Joaninha deveria fazer 1 ano se não tivesse nascido prematura...
Feliz Dia de Reis.
*****
Adenda (11:37h)

Não percebemos nada disto... Alguém ajuda?

Estamos a tentar marcar uma consulta para o neuropediatra recomendado pelo nosso pediatra...

segunda-feira, janeiro 05, 2009

E hoje estamos assim... (com adenda)

O mano vai fazer o electroencefalograma por causa disto...
Será que ficamos a saber alguma coisa já hoje?
Será que entregam já algum relatório?
Será que temos que lá voltar para ir buscar o resultado?
Será que o envelope vem aberto para podermos espreitar?
Será que temos que esperar que o pediatra abra o envelope?
Será que há algum registo de epilepsia?
Será que...
*****
Adenda (13:06h by Tiago) - Tivemos sorte pois o resultado ficou pronto ainda antes das 12h.
Tivemos sorte porque hoje o nosso pediatra dá consultas.
Tivemos sorte porque apesar de passarem 5 minutos da hora do fecho da clínica, abriram-nos a porta para lá deixarmos o volumoso envelope com os registos do E.E.G. e o relatório, tudo muito bem fechadinho...
Teremos sorte e saberemos alguma coisa ainda hoje Sr. Pediatra?
Amanhã contamos como foi o exame... e mais alguma coisa se soubermos...

domingo, janeiro 04, 2009

Em Busca do Borboto Perdido...

... ou A Caçadora de Borbotos!!

Dois belos nomes possíveis para um emocionante filme de acção.
A busca interminável por um borboto vermelho (nada raro - do tapete da sala)...
Os borbotos são «bichos» determinados, fugidíos e que gostam de uma boa perseguição.
Agarram-se-me à roupa, sobem por mim a cima, fazem-me fintas... São terríveis mas eu gosto de um bom desafio!
Estou a pensar organizar dois excelentes eventos em que todos podem participar:
A Caça ao Borboto Selvagem (cada um trás o seu)... e Miss Borboto Lambido 2009.
O que acham?

sábado, janeiro 03, 2009

Passou o ano e... eu não o vi?

2008 passou a grande velocidade (parou na altura dos internamentos e das observações no serviço hospitalar, ahhh... e nas noites mal dormidas e nos dias de chuva... enfim...) e 2009 já vai na primeira semana.
O último dia do ano foi passado por aqui mesmo (quarto-sala, sala-cozinha, cozinha-cozinha-cozinha, etc.), nós os dois estivemos com a mamã até perto das 18h. Quando o papá chegou já estávamos fartos de a aturar!
Eu como sempre, não preciso de um café para ficar eléctrico (e ninguém me apanha!). Dormir a sesta era Missão Impossível (nem ameaças, castigos, ralhetes, etc. me ajudaram). Estive deitado na sala com a mamã e a mana (que adormeceu ao colinho) cerca de 1:30h e nada!
Depois, a mamã não se cala um segundo e não me deixa fazer nada. Se ao menos estivesse calada, sem me dizer: não faças barulho, sai de cima da tua irmã, tira as peças pequenas do chão que a Joana engole-as, não desarrumes o quarto, shiuuuuuuuuuuu, arruma esses brinquedos, queres água outra vez?!
Ainda se a Joana a deixasse dormir um bocadinho, mas não (sestinhas de 45 minutos...), que seca!
Entrámos no novo ano meio a dormir, a metade pequena (eu e a mana) a dormir e a metade grande (papás) acordados. Era meia-noite e a Joaninha dormia ao colo da mamã e eu na cama. Ela ainda abriu um olho quando a mamã tentou engolir as passas e brindar, mas depois voltou a dormir...
Era para ser esta a primeira passagem de ano em que eu devia passá-la acordado, mas foi impossível.
Não dormi a sesta (que perda de tempo!) e depois estive sempre muito rabujento, birrento, chato, enfim... É o que dizem embora eu não concorde...
Por isso, perto das 22:45h... CAMA!
Quem sabe para o ano eu e a mana consigamos LÁ chegar acordados? (por boas razões, claro).
Assim se passou a 2ª passagem de ano da mana e a minha 5ª.

sexta-feira, janeiro 02, 2009

Lista de prendas

Agradecemos que não nos ofereçam brinquedos muito grandes porque brevemente iremos partilhar o mesmo quarto, e depois teríamos que ir os dois dormir para a varanda...

(alguém se oferece para nos pintar uma parede no nosso quarto? Já temos tudo o que é preciso...)

Tiago:

Pratinhos para eu comer (daqueles que podem ir ao microondas e à máquina de lavar) - Os meus estão velhotes.
O filme «Selvagem» (já tentei gravar 3 vezes e não deu).
Também não me importava de ter uma máquina fotográfica daquelas verdadeiras e inquebráveis, a mim só me dão as que se estragam...

Brinquedos, jogos, roupa, etc. que tenham: Mickey, Faísca McQueen, o Homem Aranha ou piratas.

1 Bicicleta com rodinhas, pedir não custa...

Umas calças pretas (5 anos).


Lençóis para as nossas caminhas grandes. De flanela e sem ser de flanela. Medidas: 170x280cm ou 160x280cm. Coloridos e de preferência só com uma cor ou que dessem para a mana e para a minha - unissexo. De preferência em que o de baixo tivesse elástico,

*****

Joana:

Biberões de vidro grandes da Chicco com tetina de silicone.

Calças para 18 meses.

Perfume ou colónia para eu cheirar bem...

Porta-chuchas (parti o que era do mano).

Camisolas tipo T-shirt de manga comprida (12 e 18 meses).

Lençóis de flanela e sem ser de flanela para o berço (uns 2 ou 3 conjuntos para levarmos para o infantário).

Babygrows para 12 e 18 meses.

Álbum de baptizado.

Ganchos, bandoletes e coisas dessas de gaja.
*****

Livros:

Papá, Por Favor, Apanha-me a Lua - de Eric Carle - 13,50€ - ESGOTADO?
A Casa da Mosca Fosca - de Eva Mejuto - 10,80€ - ESGOTADO?
Uma Historia de Dedos - de Luísa Ducla Soares – 9,89€ ESGOTADO?
Pitulga, A Pulga - de Antoon Krings - 4,95€ - 2º ano ESGOTADO?
Guia Familiar para os Monstros lá de Casa (volume I) - de Stanislav Marijanovic – 8,04€ - ESGOTADO?
O hospital dos animais – Civilização editora – 10,99€

O Traje Novo do Rei; João Caetano, Xosé Ballesteros; Editor: Kalandraka - 10,80€
O Pau de Giz – 11,70€
Eu não fui! - de Christian Voltz – 10,80€ - FNAC
Flusi, o Monstro das Meias - de Bine Brändle – 13€
A Princesa e a Serpente - de António Mota – 8,51€
Um Pesadelo No Meu Armário - de Mercer Mayer - 12,60€
O Cuquedo – Clara cunha – 10,80€
Ainda Nada? – Ed. Kalandraka – 10,80€
Orelhas de borboleta – Luísa Aguiar – 10.80€
“Onde acaba o arco-íris?” - Oficina do Livro. 9,50

«O meu livro» de Pedro Reisinho, GaiLivro (?)

**

Estes são os livros que já temos na nossa biblioteca infantil.
*****

Para a mamã e/ou o papá...

LIVROS

Eles nunca sabem o que querem... Há no entanto livros que não se importavam de ter (mesmo que não os deixemos ler livros) e até porque, não nos parece que gastem dinheiro em comprá-los:

O Livro das Respostas (para a mamã)

Livros da colecção Baby Blues (para a mamã e o papá - são mais rápidos de ler) - têm os números: 1-8, 19 e 24.


Why we buy (para o papá) - tentem encontrar a versão em brasileiro primeiro... há aqui mas é no Brasil.

OUTROS:

Camisolas de lã quentinhas e cheias de estilo para a mamã (atenção porque ela é «bracilonga»).

Qualquer pulseirinha de prata ou pendente para fio, da Ouro Vivo (por exemplo) a deixa contente.

Precisam de um faqueiro (colher, garfo, faca e colher de sobremesa) de 6 peças de cada para uso na cozinha. Têm um com cabos de plástico que se está a degradar...

Precisam de uma cadeira nova (preta) com rodinhas para o escritório.

Quem sabe o Pai Natal até trás um ferro de engomar com caldeira? Não quer dizer que seja neste Natal...

A não esquecer que também quer uns ténis mas não sabe que número calça. Ahhh, podem ser Addidas ou Puma.

Se calhar precisam de uma estação metereológica (rádio despertador) porque o outro já tem caruncho!

Lençóis de flanela (bem grandes) de preferência em que o de baixo tivesse elástico, também era uma boa ideia para lhes oferecer... De cor discreta e sem grandes desenhos.

Joanês-Português e outros - Volume II

Gato - Diz ga«to» em que o som «to» sai pelo nariz.
Caca - Já diz, embora nem sempre aplique nas alturas certas.
Mamã papa - Disse no dia 27 quando pensou que ela se ia embora e não a ia alimentar. Foi a necessidade... Maninha preguiçosa...
Piscar os olhos - Pisca os dois olhos ao mesmo tempo para nos imitar. Muitas vezes concentra-se muito e faz grandes caretas.
Bebé - Aponta logo para a pomada do rabiosque. Tem a imagem de um bebé.
Apontar - Aponta predominantemente com o polegar. Seja para fazer a «Pitinha põe o ovo» ou para apontar para algo que tem na mão. De resto anda sempre com o indicador espetado, tipo antena de telemóvel...
Dançar - Uiiiii, a mamã diz que «ela tem rabo de preta» o que aqui entre nós é um enorme elogio. Não é ela que abana o rabo, mas o rabo que a abana a ela!
Às vezes dança com um dos pés em «bico de pés», tipo Twist...
Até dá um jeitinho com o ombro e tudo!
Cocó - Diz, sempre que lhe vamos mudar fralda. Nem sempre o tem, mas diz na mesma...
Popó - Diz, sempre que brinca com os meus carros.
Borbotos (ainda a saga dos borbotos!) - Imaginem que foi apanhada a tirar/caçá-los das meias e do interior das calças de ganga, que é em polar, e a PÔ-LOS NA BOCA!!!

quinta-feira, janeiro 01, 2009

Feliz Dia de Reis 2009

Feliz Dia de Reis
Só de pensar que a mana era para ter nascido hoje e se antecipou 1 mês...
Faria hoje 2 aninhos :)

As nossas favolas

Tiago:
29/05/2005 – Incisivo central direito inferior (8 meses)
13/06/2005 – Incisivo lateral direito superior ( 9 meses)
20/06/2005 – Incisivo central esquerdo inferior (9 meses)
11/07/2005 – Incisivo central direito superior (ainda 9 meses)
19/07/2005 – Incisivo lateral esquerdo superior (10 meses)
06/08/2005 – Incisivo central esquerdo superior (10 meses)
14/09/2005 – 1º Molar direito superior (1 ano)
18/09/2005 – 1º Molar direito inferior (1 ano)
20/09/2005 – 1º Molar esquerdo superior (1 ano)
28/09/2005 – Incisivo lateral direito inferior (1 ano)
29/09/2005 - Incisivo lateral esquerdo inferior (1 ano)
29/10/2005 – 1ª Molar esquerdo inferior (13 meses)
07/01/2006 – Canino direito superior (15 meses)
10/02/2006 – Canino esquerdo superior (ainda 16 meses)
12/03/2006 – Canino direito inferior (18 meses)
25/04/2006 – Canino esquerdo inferior (19 meses)
01/08/2006 - 2º Molar esquerdo inferior (22 meses)
09/2006 - 2º Molar esquerdo superior (2 anos)
09/2006 - 2º Molar direito superior (2 anos)
09/2006 - 2º Molar direito inferior (2 anos)
=Os nomes dos meus dentes estão aqui =
*****
Joana:
09/09/2008 - Incisivo central esquerdo inferior (9meses) - cCama-se Aleluia
08/10/2008 - Incisivo central direito inferior (10 meses) - Chama-se Amiguinho da Onça
27/10/2008 - Incisivo lateral esquerdo superior (10 meses) - Chama-se Badalhoco
03/12/2008 - Incisivo central direito superior (11 meses) - Chama-se Facada (sangrou)
03/12/2008 - Incisivo central esquerdo superior (11 meses) - Chama-se Cocó
03/12/2008 - Incisivo lateral direito superior (11 meses) - Chama-se Ranheta
(Tenho agora o mesmo número de dentes que o Tiago tinha na minha idade).
19/01/2009 - 1ºMolar esquerdo superior (13 meses) - Chama-se Dissimulado
14/02/2009 - 1º Molar esquerdo inferior (14 meses)- Chama-se Rai's Parta I
18/02/2009 - 1º Molar direito inferior (14 meses)- Chama-se Rai's Parta II
16/04/2009 - Incisivo lateral esquerdo inferior (16 meses) - Chama-se Castelinhos
26/04/2009 - Incisivo lateral direito inferior (16 meses) - Chama-se Retrasado/Re-atrasado
17/08/2009 - Canino superior esquerdo (20 meses) - Chama-se Canino (é mesmo pequenino ainda)
07/09/2009 - Canino superior direito (21 meses) - Chama-se Caniço Favola
Canino inferior esquerdo
Canino inferior direito
:::::
Aguardamos novos desenvolvimentos...

A nossa biblioteca

















A montanha




A Princesa e a Ervilha


A verdadeira história do Capuchinho Vermelho
Adeus chupeta!
Alice entre as Gravuras
http://jacheguei.blogspot.com/2011/06/livro-amor-perfeito.html
Anjos





Boa noite, Tiago


Bons sonhos, Rosalina
Branca de Neve – pictogramas
Brincar às escondidas e outras histórias da mãe natureza
Capuccina







Dicionário por imagens dos pequeninos - A Bíblia
Desculpa... por acaso és uma bruxa?






É um segredo! - Rua Sésamo: Aprender a contar

Era uma vez no Natal...


http://jacheguei.blogspot.com/2011/06/guia-familiar-para-os-monstros-la-de.html






Nina Traquina
O bicharoco que era oco
O Capuchinho Vermelho – pictogramas



O dia dos meus anos






O meu anjo da Guarda!
O meu papá





O Rato Renato não quer ir à escola
O rei batoteiro
O rei cota



O tapete voador da Bruxa Mimi
O Tiago é muito alto







Os sete cabritinhos
Os três porquinhos







Rapunzel



Twinkle, a Fada dos Dentes




Ai a electricidade...

Sempre me fascinou... a electricidade...
Coisas como dar à luz, os electrões e os protões, as partículas subatómicas, os campos magnéticos, o choque de partículas, os materiais condutores, os campos eléctricos, a voltagem, os átomos, a electrotecnía, as fichas triplas, as extensões eléctricas, as derivações eléctricas, os electricistas (desde que não andem com o rabo a sair por cima das calças)... enfim... a electricidade... Acho que quando for grande... quero ser electricista e perceber o que realmente acontece quando eu conseguir ligar a minha chuchu na ficha (que tem protector, por isso a mamã me tirou fotos e não me deu logo um grito).
Ahhh e... sim, o babygrow está-me grande... (mas adorei «tia» Luísa... obrigado!)
Foto excluída.
Ahhh! Olha mãe, liguei a chuchu à ficha... mas o babygrow continua grande...
***
Achei que devia começar o novo ano a falar de «LUZ».
Muita «luz» para vocês também...

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin